15 de ago de 2012

Cançao de Outono

O outono toca realejo
No pátio da minha vida.
Velha canção, sempre a mesma,
Sob a vidraça descida...
Tristeza? Encanto? Desejo?
Como é possível sabê-lo?
Um gozo incerto e dorido
de carícia a contrapelo...
Partir, ó alma, que dizes?
Colhe as horas, em suma...
mas os caminhos do Outono
Vão dar em parte alguma!
(Mario Quintana)
*******
Bjs e otima tarde.

8 comentários:

  1. Adoro Quintana!!Escolheste muito bem!! beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. Quintana esteve ontem pela minha casa e meu blog :)
    Adoro :)
    Bjos estaladinho com folhas de outono!

    ResponderExcluir
  3. Mario Quintana um sonho de
    ser lido, e aqui li o que gostei
    Abraços com carinho
    Rita!!!!

    ResponderExcluir
  4. Olá Alice, sempre com sábias palavras e ótimos textos, é muito bom vir te visitar estava com saudades! Beijos!!!

    ResponderExcluir
  5. Tal qual a Chica, também adoro Mário Quintana!
    Lindo este poema, Alice!
    Afetuoso e grande beijo, amiga.
    Maria Paraguassu.

    ResponderExcluir
  6. Excelente bom gosto o seu querida ao escolher Mário Quintana, e essa poesia é mágica..."O outono toca realejo no pátio da minha vida" (MÁGICO)

    Beijos mil Alice fofa.

    ResponderExcluir
  7. Olá Alice vim retribuir o carinho deixado no meu blog...
    Tbm amo seu cantinho e sempre que tenho oportunidade passo por aqui pra dar uma olhadinha..
    Grande beijo pra vc!

    ResponderExcluir
  8. Uma das coisas boas da internet é que me permitiu conhecer "novos" poetas. Mário Quntana e Cora Coralina fazem já parte dos meus poetas preferidos.

    Obrigada pela visita, gostei muito do seu blog

    ResponderExcluir