25 de mar de 2011

Voz e aroma



Img da net

A brisa vaga no prado,
Perfume nem voz não tem;
Quem canta é o ramo agitado,
O aroma é da flor que vem.

A mim, tornem-me essas flores
Que uma a uma vi murchar,
Restituam-me os verdores
Aos ramos que eu vi secar…

E em torrentes de harmonia
Minha alma se exalará,
Esta alma que muda e fria
Nem sabe se existe já

Almeida Garret

Um comentário:

  1. Oi Alice, me de uma ajuda, ganhei uma orquidea Phalaenopsis e depois da florada coloquei na varanda do meu apartamento, não sei se tinha sol e ela não gostou, as folhas estão moles, paree que ela esta desmaiada, estou triste pois ganhei de uma pessoa especial, sei que gosta de plantas, será que poderia me ajudar?
    Bjokas
    Ro

    ResponderExcluir