11 de jul de 2012

O medo não pode nos deter



img google

A liberdade faz com qua cada um tenha seu tempo de ruminaçao. Mastigamos as nossas angústias, remoemos os nossos sentimentos, precários ou altruístas, mas nossos, e assim, iluminados pela razão ou não, decidimos. Quando a razão ilumina,tudo fica mais fácil. Evidentemente, voce disse, a razão sem fé nos impede de serguir o curso rumo ao cume, para a surpreendente paisagem antevista com o coraçao.
A razão faz as contas das passadas que serão necessárias, dos perigos da incurçao selvagem, dos possíveis desconfortos e até da dificuldade de garantir que exista algo a ser comtemplado.
A se desobriga de tantos senões e impulsiona o encontro necessário da ascensão necessária. É isso mesmo, amigo. Insisto no necessário porque é essa a nossa missão. Ficar embaixo da montanha fazendo prognósticos, embalados pelo medo, rouba-nos o encantamento pela deslumbrante paisagem que nos espera. 
O medo não pode nos deter embaixo de alguma árvore, a não ser pelo tempo necessário para a sombra poética, depois, o correto é partir.

Gabriel Chalita
(Trecho da 13' carta, livro Cartas entre amigos,
Padre Fabio de Melo e Gabriel Chalita)

14 comentários:

  1. como eu disse para a Robeerta outro dia ;
    quando o medo me domina, eu me reencontro confiante em minha fé.
    Lindas palavras de coragem, Alice.

    ResponderExcluir
  2. O medo nos fas sentir-se fracos e acuados.Vencer o medo é recuperar a força e auto confiança.
    Grata amiga pela visita e comentário.
    Bjos.

    ResponderExcluir
  3. um magnífico texto, vou reler para absorver melhor os ensinamentos.
    gostei muito daqui e estou te seguindo, um abraço.

    ResponderExcluir
  4. É, muitas vezes o medo nos congela, paralisa e qdo muito nos cerceia, mas precisamos lutar para vencermos essa inércia e nos mantermos em movimento e alegria. nem sempre é fácil, mas extremamente necessário. ;D
    Lindona, eu tb tenho esse livro e fiz questão de levá-lo para o hospital qdo de minha grande cirurgia a exatos 2 anos atrás. Me senti reconfortada e um pouco mais segura.
    Ahhhh, adorei sua visita lá no meu cantinho e perceber q te fiz sorrir com minhas manias. Hssss
    Bjokas e um lindo dia para tds nós. ;D

    ResponderExcluir
  5. Lindo texto em louvor a razão e a liberdade! Adorei seu blog, se permitit estarei a seguindo! abraços

    ResponderExcluir
  6. oi Alice,

    o medo as vezes se apodera de nossos pensamentos silenciosamente...
    temos que nos prevenir...

    beijinhos

    ResponderExcluir
  7. Alice fofa, li esse livro, mas como já faz um tempinho, foi gostoso reler uma parte dele aqui em teu cantinho (aliás bem escolhida).
    O medo é inimigo da fé.
    Com fé enfrentamos tudo o que apareça em nosso caminho.
    Beijos amiga querida.

    ResponderExcluir
  8. "O medo não pode nos deter!"
    Muito bom texto, Alice... Estamos em sintonia, preparei um post nesse assunto que vou colocar logo mais...
    Um Bom Dia!!!

    ResponderExcluir
  9. Alice querida!
    Belíssima e verdadeira mensagem.
    Gabriel Chalita é fabuloso!
    Abraços! Tudo de bom pra ti.

    ResponderExcluir
  10. Alice!
    Bela mensagem!
    Adoro os textos de Chalita.
    Beijos no coração!

    ResponderExcluir
  11. Lindo texto.

    Gosto muito do Gabriel Chalita também.

    bj

    filhadejose.blogspot.com

    fotosdequinta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Oi moça querida!

    Linda escolha, e o medo realmente só faz aprisionar...

    Beijos!

    Su.

    ResponderExcluir
  13. Lindo texto Alice, boas mensagens sempre nos fazem bem. Beijos!!!

    ResponderExcluir
  14. Que delícia passar de novo por aqui e ler este texto tão intenso!!!OBRIGADA,BJOS.

    ResponderExcluir